Sálvia, este tempero não pode faltar em sua casa

O cheirinho da sálvia temperando o galeto de domingo fazia parte da minha infância na Serra Gaúcha, junto com alho, sal e outros temperos, me chamava a atenção aquela folhinha aveludada que minha mãe amassava com os dedos e se deliciava com o perfume que exalava delas.

Era a sálvia, um tempero muito italiano usado para marinar as carnes. Isto porque a sálvia tem um efeito bactericida que pode eliminar bactérias que possam estar naquele alimento.

Além do efeito bactericida, a sálvia apresenta propriedades antifúngicas, hipoglicemias e tônicas.

Ela fica bem também para finalizar uma focaccia ou pães de fermentação natural, com flores e folhas, dá um charme todo especial.

Os seus óleos essenciais podem ser usados na aromaterapia auxiliando a reduzir o stress através do relaxamento e da redução da pressão arterial.

Os italianos a reverenciavam como uma erva sagrada, os egípcios conferiam a ela o dom da fertilidade e os chineses da longevidade.

Você pode plantar em casa. A sálvia cresce em quase qualquer lugar, mas fornece a folha mais saborosa quando recebe muita luz solar. Plante sálvia em meio sol ou sol pleno. Se você está plantando dentro de casa, coloque seu vaso perto de uma janela ensolarada.

Mas a receitinha da semana vai para o clássico. 

NHOQUE COM MANTEIGA DE SÁLVIA E NOZES

INGREDIENTES

4 a 5 colheres de sopa de manteiga com sal
De 6 a 8 folhas de sálvia fresca
Queijo grana padano ralado na hora – a gosto

100 gramas de nozes picadas

500 gramas de nhoque ( pode ser de batata, de espinafre, de moranga, de tapioca, como você preferir)

MODO DE PREPARO

Coloque o nhoque para cozinhar em água fervente.

Coloque a manteiga numa frigideira pequena em fogo médio.
Quando começar a espumar e adquirir um tom dourado, adicione as folhas de sálvia.
Cozinhe por alguns segundos, virando as folhas uma vez. Adicione as nozes.
Escorra  o nhoque, misture ao molho de manteiga e sirva imediatamente com o grana padano.

Bom Apetite! Bon Appétit! Buon Appetito! Enjoy Your Food!

MARLISE POTRICK STEFANI 

NUTRIÇÃO | GERIATRIA | COACHING | QUALIDADE DE VIDA | GASTRONOMIA

Qual é a alimentação adequada para o meu filho?

Esta é uma pergunta comum no consultório. Mães e pais preocupados com escolha adequada dos alimentos que farão parte da dieta do filho.

Sempre fico feliz quando uma gestante me procura assim que descobre que tem uma vidinha crescendo dentro do seu ventre. Sim, é ali que começa a a alimentação adequada do seu filho. Introduzir alimentos saudáveis já nesta fase é um importante treinamento para os pais. Fazemos a retirada de alimentos e bebidas ultraprocessados, estimulamos a formação do horário formal de café da manhã, almoço e jantar, intercalado por lanches saudáveis. E reforço a cada consulta: vocês serão os exemplos dos seus filhos. É óbvio que o filho imita as atitudes do seu ídolo, se o pai ou a mãe são viciados em refrigerantes ou salgadinhos, e acreditem: isto é muito comum em casais, ele vai entender aquilo como uma coisa legal, e vai querer fazer igualzinho.

Se os pais fogem da cozinha e buscam na tele-entrega de Fast Food uma opção diária de alimentação, os filhos entendem que aquilo é o ideal. 

A alimentação adequada para o seu filho é a alimentação adequada para a sua família, onde aquele momento de refeição é o ponto de encontro para falarem do seu dia e do que estão comendo. 

Comida de verdade inclui:

Frutas, pão e leite no café da manhã.

Arroz, feijão, proteína, legumes e verduras no almoço e jantar. Sim, o seu filho não precisa de lanches no jantar, precisa de comida.

Os lanches? Frutas e mais frutas, não precisa mais do que isto para ser saudável.

Receitas de bolos, doces ou massas podem ficar para uma diversão de final de semana, não no seu dia-a-dia.

Feliz Dia da Criança para as crianças de sua casa e para a criança que existe em você!

MARLISE POTRICK STEFANI 

NUTRIÇÃO | GERIATRIA | COACHING | QUALIDADE DE VIDA | GASTRONOMIA