TEMPEROS NA JANELA… VOCÊ JÁ PENSOU NISTO?

Chegar em casa, pensar numa jantinha fresca e saborosa sempre vai envolver um tempero fresquinho….

E não estamos falando de grande hortas e sim de vasinhos ou floreiras perfumadas com o aroma do manjericão fresco ou do hortelã.

Qualquer caixinha serve, um pouco de terra e boas muda e voilà: você tem na mão o poder de dar vida aos alimentos!

Aí vão uma dicas de temperos que contentam-de com um pouco de sol e água:

MANJERICÃO VERDE E ROXO

O preferido entre os temperos, pois leva até a sua pizza ou a sua massa o sabor marcante da Itália. Onde usar: pizza margheritta, molho pesto, massa ao molho de tomates e manjericão, entre outros.

CEBOLETE

A cebolete é um pouco mais fininha que a cebolinha e leva a sofisticação aos pratos quando é picada bem fininha, ou mesmo quando é colocada sobre um prato de risoto para decorá-lo. O sabor intenso finaliza pratos como: molhos, carnes, aves, risotos, massas, entre outros.

SALSINHA

O casamento perfeito entre os temperos é o da salsinha e da cebolinha, vendidas em molhos, amarradas, podem ser a base de caldos e sopas, e dão sabor aos alimentos como nenhum outro tempero. Discretas, deixam sais minerais e enriquecem os pratos com o seu valor nutritivo e o seu sabor. Onde usar: sopas, caldos, aves, peixes, carnes, legumes, souflés, omeletes, e tantos outros pratos.

SÁLVIA

A sálvia enche de aroma e óleos essenciais os marinados de aves e carnes, dando um sabor muito característico e agradável aos alimentos. Não pode faltar em seus vasinho. Resiste bem ao frio e ao calor e podes decorar sua janela com o toque aveludado e verde que lhe pertence.

Veja agora mesmo como você pode deixar linda e nutritiva sua janela, ou sua sacada… Você vai ver que vale muito a pena um pouco de natureza e saúde no seu dia-a-dia!

MARLISE POTRICK STEFANI 

NUTRIÇÃO | GERIATRIA | COACHING | 

QUALIDADE DE VIDA | GASTRONOMIA

www.nutritecnica.com.br

Cardápio de Natal, a magia da tradição dos pratos natalinos

As pessoas me perguntam: qual é o melhor cardápio para a Ceia de Natal? Como faço para não fugir da dieta no Natal? Quais as melhores receitinhas para a ceia de Natal?

Eu, particularmente sou do tradicional, do sonho de Natal…

Uma bela mesa com um perú assado, frutas, uma farofinha, um arroz a grega e um salpicão é a mesa que decorava a nossa infância e a nossa juventude.

Compor isto a cada ano me renova e me recicla, bem com aquele espírito de, puxa, mais um ano que posso curtir este cardápio junto das pessoas que amo…

Sei que tem muita novidade por aí… O perú transformou-se em tantos outros nomes de aves modificadas que dá até medo… Pessoas evitando frutas por que engordam e tomando litros de chopp… Pessoas evitando a inocente farofa, substituindo por farinhas nada brasileiras… Outros brigando com a coitada da uva passa, coloca do lado do pratinho se não gostar, mas que ela faz parte da farofa natalina, faz…

Vamos lá!

CARDÁPIO TRADICIONAL DE NATAL

Arroz a grega ( arroz com cenoura picada, pimentão picadinho, tempero verde, uva passa e presunto picadinho)

Perú assado ( compre aquele perú sem nada mesmo e tempere em casa, faça um vinhad’alho com vinho branco, sal, pimenta branca e sálvia, deixe seis horas marinando e pronto, leve ao forno para assar).

Farofa natalina ( farinha de mandioca, douradinha com um pouco de manteiga, adicionando nozes picadas, bacon picadinho e uva passas)

Salpicão de frios ( cortar em quadradinhos bem pequenos ou em tirinhas finas: queijo prato, presunto magro, cenoura cozida, pepino conserva em igual quantidade, ao final, misturar com maionese light, decorar lindamente com a cenoura palito e o pepino)

Para sobremesa, uma linda salada de frutas cortadas em noisette ( redondinhas), colocadas dentro de uma melancia cortada em forma de cestinha. Tem algo mais lindo?

Evite os excessos, tanto na comida quanto na bebida, este é o segredo, e curta muito a sua festa!

MARLISE POTRICK STEFANI 

NUTRIÇÃO | GERIATRIA | COACHING | 

QUALIDADE DE VIDA | GASTRONOMIA

Omeletes, podem ser uma boa opção para seu jantar

Quando falamos em uma jantinha rápida, logo pensamos em um omelete.

Este omelete pode ser simplesmente bater um ovo com sal e colocar em uma frigideira com óleo.

Mas ele pode também, ser um prato cheio de energia.

Para fazer um bom omelete você precisa apenas de:

INGREDIENTES

  • 2 ovos
  • 3 colheres (sopa) de leite desnatado
  • sal e pimenta branca moída na hora a gosto

MODO DE PREPARO

1. Numa tigela, quebre os ovos. Adicione o leite e misture com um fouet. Tempere com sal e pimenta.

2. Leve uma frigideira antiaderente, de preferência com revestimento cerâmico, para não precisa colocar óleo, em fogo médio. 

3. Coloque os ovos batidos na frigideira. À medida que a beirada for cozinhando, empurre-a com uma espátula de silicone para o centro da frigideira.  Repita esse procedimento até que não escorra mais.

4. Quando não houver mais líquido escorrendo é a hora de colocar o recheio de sua preferência.

5. Dobre a omelete na metade e escorregue-a para um prato.

RECHEIOS

  • Brócolis cozido no vapor picadinho e engrossadinho com uma colher de requeijão light.
  • Pimentões verde, vermelho e amarelo. Estes, podem ser cortados em tirinha e misturados na própria mistura de ovos.
  • Shitakes, é só lavar bem, cortar em tirinhas, revogar com alho e cebola, quando estiverem dobradinhas, acrescentar a mistura de ovos batidos.
  • Espinafre ( Receita da Foto!)cozido no vapor, picado, refogado com alho, alho poró, cebola e enriquecido com uma queijo mussarela ralado e adicionados os ovos batidos temperados com sal e pimenta. Rico em vitaminas e sais minerais, pode ser uma excelente fonte de proteínas, de baixa caloria e low carb.

Enjoy!

MARLISE POTRICK STEFANI 

NUTRIÇÃO | GERIATRIA | COACHING | 

QUALIDADE DE VIDA | GASTRONOMIA