Abacate, afinal, engorda ou emagrece?

Nem um, nem outro. O abacate é uma fruta maravilhosa, muito versátil na gastronomia. Combina com pratos salgados, como torradas e saladas, além de fazer parte de vitaminas, shakes e até sobremesas no Brasil. Mas, mesmo assim, as pessoas perguntam: o abacate engorda ou emagrece?

A ciência vem mostrando que os benefícios da fruta são muitos. Veja quais são eles:

O abacate é rico em nutrientes importantes, como fibras. Ainda não há um consenso científico sobre os reais efeitos do abacate na perda de peso. É uma fruta calórica, mas que também contém fibras, vitaminas e gorduras de boa qualidade na sua composição. Se associado a uma dieta equilibrada, ele pode sim fazer parte do cardápio de quem está buscando perder peso. Inclusive por conter gorduras, o consumo pode estar associado à maior sensação de saciedade. Portanto,  o ideal é sempre o equilíbrio alimentar.

O abacate contém compostos bioativos chamados fitoesteróis. E dietas ricas nesse componente podem levar à redução do colesterol total e do colesterol LDL, conhecido como mau colesterol. 

Mas, é uma fruta calórica, meio abacate tem cerca de 200 gramas, o que representa 360 calorias. Como o hábito do brasileiro é usá-lo com açúcar, leite condensado, leite em pó entre outros ingredientes, a porção fica extremamente calórica. Bom para atletas, crianças, adolescentes e idosos que precisam de energia. 

Assim, como todos os alimentos, o abacate pode engordar ou emagrecer, tudo depende da quantidade e dos ingredientes que você colocar para combinar com ele… Acredite.

RECEITINHA DE CREME DE ABACATE LEVINHO

INGREDIENTES

  • 1 pote de iogurte natural 
  • 1/2  abacate maduro
  • 1 colher (sopa) de caldo de limão
  • 2 colheres (sopa) de água filtrada
  • 1 colher (sopa) de açúcar light (opcional)

FAVORITAR

MODO DE PREPARO

1. No liquidificador, junte o iogurte, o abacate sem a casca, o caldo de limão e a água. Bata por cerca de 3 minutos até formar um creme liso (se desejar uma consistência mais leve, adicione mais água aos poucos).

2. Adicione o açúcar e bata apenas para misturar. Sirva em tacinhas. 

Bom Apetite! Bon Appétit! Buon Appetito! Enjoy Your Food!

MARLISE POTRICK STEFANI 

NUTRIÇÃO | GERIATRIA | COACHING | 

QUALIDADE DE VIDA | GASTRONOMIA

Chegou o Inverno, e Agora?

Com a chegada do inverno, nosso corpo passa a pedir mais calor, mais energia.

Por isto a vontade de comer coisas mais quentes.

Mas também, não é necessário que você engorde em função disto. É saúde e imunidade que você precisa?

Então vamos lá, coloque em seu cardápio:

SOPAS

Elas são sempre uma boa opção para aquecer os seus dias, seja no almoço ou no jantar. Você pode fazê-las com legumes,  verduras, grãos e carnes, tudo depende do seu paladar e do seu apetite. Se você quiser aumentar a carga proteica, coloque grãos como feijão, ervilhas, grão-de-bico, feijão branco ou mesmo carne de gado ou frango, ficarão deliciosas. Se você quiser aumentar a energia delas aumente os carboidratos, como massa, arroz, batata inglesa, batata-doce e aipim. Mas, se você quiser algo bem levinho, use e abuse dos legumes e verduras.

FRUTAS

Não esqueça: somos privilegiados, agora é a safra de frutas cítricas como laranja, limão e bergamota, ricos em vitamina C, ajudam a manter a sua imunidade em dia.

BEBIDAS QUENTES

Cappuccinos, chocolates quentes, café com leite são sempre uma boa opção, dão muita energia e lhe aquecem em seguida, mas se você quer fugir das calorias, use a abuse dos chás, são zero calorias, e se você colocar gengibre, cravo e canela, terão uma bebida termogênica, vai lhe aquecer e ativar seu metabolismo em seguida.

REFOGADOS

Claro que neste friozinho as saladas perdem um pouco a vez nas nossas mesas. Mas lembre-se que você pode usar suas verduras e legumes refogadinhos em uma caçarola anti-aderente, com pouco óleo, alho, cebola e pouco sal. Espinafre, couve, mostarda, brócolis, repolho e tantos outros vão encher de calor o seu prato. E, se quiser aumentar o seu valor proteico, coloque um ovo, vai ficar delicioso!

RECEITINHA DE ESPINAFRE COM OVOS

INGREDIENTES

  • 1 maço de espinafre
  • 1 colheres (sopa) de azeite de oliva
  • 4 ovos
  • sal e pimenta-do-reino moída na hora a gosto

MODO DE PREPARO

1. Lave as folhas e talos em água corrente e em seguida deixe de molho em água com 1 colher (chá) de vinagre por 15 minutos. Retire as folhas da água com cuidado, para que as sujeirinhas fiquem no fundo da tigela. Lave bem e depois pique um pouco.

2. Cozinhe no vapor por poucos minutos até murchar. Numa frigideira grande, de preferência antiaderente, coloque um pouquinho de azeite de oliva em fogo médio e junte o espinafre, mexendo por cerca de 5 minutos. Tempere com sal e pimenta-do-reino. Misture bem, tampe para não esfriar e desligue o fogo.

3. Quebre os 4 ovos numa tigela com cuidado para não furar as gemas e coque em cima do espinafre e abafe para cozinha no vapor da verdura. Pronto, está feito um prato delicioso para o seu inverno .

Bom Apetite! Bon Appétit! Buon Appetito! Enjoy Your Food!

MARLISE POTRICK STEFANI 

NUTRIÇÃO | GERIATRIA | COACHING | 

QUALIDADE DE VIDA | GASTRONOMIA

4 motivos para você usar salsinha na sua comida

Existem cozinheiros que não conseguem cozinhar sem um pouquinho de salsinha, inclusive eu. Para dar mais sabor a pratos como arroz, massas, carnes e ensopados, um dos temperos mais procurados em feiras e mercados é a salsinha. Mas além do toque verde, essa plantinha,  é rica em muitos nutrientes. 

Quais os benefícios da salsinha?

Efeito Antioxidante

A salsinha é rica no flavonoide luteolina, que tem um bom efeito anti-inflamatório. A salsinha é rica em vitamina C. De acordo com dados da Tabela Brasileira de Alimentos (TACO), em 100 g de salsinha pode se encontrar até 51,7 mg de vitamina C, fortalecendo o sistema imunológico. Ela também chama a atenção pela quantidade de cálcio: 179 mg na mesma quantidade de porção.

Efeito Gastro-Intestinal

A salsinha é rica em fibras e ajuda a melhorar o funcionamento gastro-intestinal.

Efeito Antianêmico

A salsinha tem um alto teor de ferro, um dos principais componentes da hemoglobina, responsável pelo transporte do oxigênio no sangue. Você pode colocar este tempero no feijão, nas sopas, nos molhos para enriquecê-los.

Efeito Diurético

Alguns estudos sugerem que a salsinha tem propriedades diuréticas que podem ajudar no alívio do inchaço, de edemas ou da regulação de água no corpo, graças à presença do potássio entre seus componentes. 

Como Plantar?

A salsinha pode ser cultivada em canteiros, vasos e jardineiras, tornando-a uma opção muito versátil para quem tem pouco espaço em casa. A salsinha é uma planta rústica que se adapta bem a diferentes tipos de solo, mas quanto mais drenado e rico em matéria orgânica, melhor será o desenvolvimento da planta. No caso de vasos, lembre-se sempre de garantir um bom sistema de drenagem no fundo. Com as sementes em mãos, coloque-as de molho na água por 24 horas. Esse tempo de imersão faz com que as sementes germinem mais rápido.

No dia seguinte, faça covinhas de meio centímetro no solo já preparado e distribua as sementes.

Lembre-se de manter as covinhas afastadas cerca de 10 a 15 centímetros uma das outras. Cubra as sementes com uma leve camada de terra. A germinação deve acontecer cerca de 14 dias após o plantio. 

Durante esse período regue as sementes todos os dias, evitando os horários mais quentes e de sol intenso. 

Opção B: compre a muda pronta e plante em um vaso. O vaso para plantio da salsinha precisa ter no mínimo 15 centímetros de profundidade e 30 centímetros de diâmetro. Em vasos maiores ou jardineiras, é possível plantar a salsinha junto de outras plantas, como coentro e cebolinha, por exemplo. 

Receitinha do Chá de Salsa

É um chá conhecido pelas nossas avós, elas usavam no combate de infecções bacterianas, no tratamento coadjuvante da asma e também para aliviar os desconfortos menstruais.

Ingredientes

1 maço de salsinha

500 ml de água

Modo de Preparo

Lave bem os ramos de salsinha.

Coloque para ferver a água e coloque o chá, deixe ferver por 3 minutos, desligue e deixe tampado por mais 10 minutos.

Pode servir com gotinhas de limão.

 Bom apetite!

MARLISE POTRICK STEFANI 

NUTRIÇÃO | GERIATRIA | COACHING | 

QUALIDADE DE VIDA | GASTRONOMIA