4 motivos para você usar salsinha na sua comida

Existem cozinheiros que não conseguem cozinhar sem um pouquinho de salsinha, inclusive eu. Para dar mais sabor a pratos como arroz, massas, carnes e ensopados, um dos temperos mais procurados em feiras e mercados é a salsinha. Mas além do toque verde, essa plantinha,  é rica em muitos nutrientes. 

Quais os benefícios da salsinha?

Efeito Antioxidante

A salsinha é rica no flavonoide luteolina, que tem um bom efeito anti-inflamatório. A salsinha é rica em vitamina C. De acordo com dados da Tabela Brasileira de Alimentos (TACO), em 100 g de salsinha pode se encontrar até 51,7 mg de vitamina C, fortalecendo o sistema imunológico. Ela também chama a atenção pela quantidade de cálcio: 179 mg na mesma quantidade de porção.

Efeito Gastro-Intestinal

A salsinha é rica em fibras e ajuda a melhorar o funcionamento gastro-intestinal.

Efeito Antianêmico

A salsinha tem um alto teor de ferro, um dos principais componentes da hemoglobina, responsável pelo transporte do oxigênio no sangue. Você pode colocar este tempero no feijão, nas sopas, nos molhos para enriquecê-los.

Efeito Diurético

Alguns estudos sugerem que a salsinha tem propriedades diuréticas que podem ajudar no alívio do inchaço, de edemas ou da regulação de água no corpo, graças à presença do potássio entre seus componentes. 

Como Plantar?

A salsinha pode ser cultivada em canteiros, vasos e jardineiras, tornando-a uma opção muito versátil para quem tem pouco espaço em casa. A salsinha é uma planta rústica que se adapta bem a diferentes tipos de solo, mas quanto mais drenado e rico em matéria orgânica, melhor será o desenvolvimento da planta. No caso de vasos, lembre-se sempre de garantir um bom sistema de drenagem no fundo. Com as sementes em mãos, coloque-as de molho na água por 24 horas. Esse tempo de imersão faz com que as sementes germinem mais rápido.

No dia seguinte, faça covinhas de meio centímetro no solo já preparado e distribua as sementes.

Lembre-se de manter as covinhas afastadas cerca de 10 a 15 centímetros uma das outras. Cubra as sementes com uma leve camada de terra. A germinação deve acontecer cerca de 14 dias após o plantio. 

Durante esse período regue as sementes todos os dias, evitando os horários mais quentes e de sol intenso. 

Opção B: compre a muda pronta e plante em um vaso. O vaso para plantio da salsinha precisa ter no mínimo 15 centímetros de profundidade e 30 centímetros de diâmetro. Em vasos maiores ou jardineiras, é possível plantar a salsinha junto de outras plantas, como coentro e cebolinha, por exemplo. 

Receitinha do Chá de Salsa

É um chá conhecido pelas nossas avós, elas usavam no combate de infecções bacterianas, no tratamento coadjuvante da asma e também para aliviar os desconfortos menstruais.

Ingredientes

1 maço de salsinha

500 ml de água

Modo de Preparo

Lave bem os ramos de salsinha.

Coloque para ferver a água e coloque o chá, deixe ferver por 3 minutos, desligue e deixe tampado por mais 10 minutos.

Pode servir com gotinhas de limão.

 Bom apetite!

MARLISE POTRICK STEFANI 

NUTRIÇÃO | GERIATRIA | COACHING | 

QUALIDADE DE VIDA | GASTRONOMIA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s