Intoxicações Alimentares, livre-se deste fantasma de verão!

Nos períodos quentes do ano é muito comum as pessoas apresentarem sintomas de intoxicações por alimentos ingeridos.

Um dos motivos pode ser que as pessoas saem mais de casa, em férias, comem petiscos, ou, quem diria, intoxicam-se até com bebidas como a cerveja…

Seja qual for a causa, todo o cuidado é pouco.

Escolher bem os locais em que vai fazer uma refeição ou lanche é o primeiro passo. Ao chegar em um restaurante, observe a higiene do ambiente, do banheiro, dos atendentes e, principalmente verifique se o local tem boas práticas e responsável técnico. Se o restaurante permite a visão da cozinha já é um bom começo, aí você pode ver as condições em que está sendo preparada a sua refeição. O maior perigo está nas saladas, são higienizadas corretamente? São manipuladas separadamente de outros alimentos para evitar contaminação cruzada? Se você não tem certeza, não consuma saladas neste local.

Entre comprar um petisco na beira da praia ou levar o seu lanche de casa, fique sempre com a segunda opção, isto vai lhe poupar dor de cabeça, ou dor de barriga…

Bebidas? Sim, também são um problema. Se o local armazena de forma adequada ou se permite a circulação de pragas, podendo levar a leptospirose… Se o local higieniza o limão ou a laranja que vai colocar na sua bebida, se não fizerem isto adequadamente, peça sem, assim você evita intoxicações como coliformes. Às vezes, o próprio gelo é feito no local, nem sempre com água de boa qualidade e ele mesmo pode contaminar a sua bebida. Então, se não tiver certeza, é sempre bom pedir a sua bebida sem gelo e limão para garantir.

Buffets também são um grande problema. As saladas devem estar refrigeradas e os pratos quentes bem quentes, em lugares de pouca circulação, os alimentos podem ficar muito tempo em temperatura inadequada, podendo gerar desenvolvimento de bactérias. Já no restaurante a la carte o prato está sendo feito na horinha só para você, geralmente o risco é menor…

Churrasquinhos na beira da praia? Abra seu olho, leve as carnes refrigeradas, mantenha todos os alimentos refrigerados, não misture carnes com saladas e evite de reaproveitar ou reaquecer estes alimentos se eventualmente sobrarem…

Muitos são os riscos presentes nos alimentos, estes, que podem nos trazer tanto prazer e saúde, podem também estragar o seu veraneio!

MARLISE POTRICK STEFANI 

NUTRIÇÃO | GERIATRIA | COACHING | 

QUALIDADE DE VIDA | GASTRONOMIA

Água, qual a melhor opção para sua hidratação?

A água sempre fez parte das nossas vidas. Literalmente, sem ela, não vivemos.

Mas qual a dose certa? Qual a melhor opção?

Antigamente  as pessoas buscavam a água para matar a sua sede de vertentes, simples assim, com fontes puras e cristalinas, as pessoas nem pensavam que este tesouro podia acabar…

Hoje, muitas pessoas substituem a água pelo refrigerante, pelo suco, pelo chá, sem pensar que do que o corpo precisa mesmo é de água.

A água é necessária para a formação dos tecidos do corpo, auxilia na digestão, absorção e no transporte de nutrientes. Além de manter a temperatura do corpo estável, ela serve de base para todas as secreções líquidas.

A melhor água é água com um bom pH, isto é, entre 7 e 10 – o melhor pH é entre 7,35 e 7,45, ideal para o bom funcionamento do organismo – uma pequena quantidade de sódio, zinco, cloreto, lítio, nitrato, bário, vanádio, sulfato e bons níveis de outros minerais importantes para a saúde, como o potássio e o magnésio.

Podemos escolher entre vários tipos de água:

Potável: é aquela água que apresenta condições ideais para a saúde humana. Pode ser tratada ou retirada de fontes naturais, não deve ter gosto, cheiro, cor e livre de micooorganismos nocivos. 

Purificada: é a água que passou por purificadores de água. Caso o processo seja garantido, pode ser uma boa opção para reduzir custos e resíduos.

Mineral: são as águas extraídas , envasadas e vendidas por empresas especializadas, caracterizam-se por ter uma grande quantidade de sais minerais.

Dicas para “lembrar”de tomar muita água durante o dia:

  1. Tenha a sua garrafinha de água, com capacidade de 500 ml, é leve, fácil de levar para onde você for, pode ter canudinho acoplado ou bico próprio para beber, assim você não tem desculpa de ter que buscar copo ou garrafa. Ela também serve como medidor, concentre-se em beber 3 destas garrafinhas ao dia, aí fica fácil de controlar.
  2. Leve um copo grande de água para o quarto antes de deitar, você garante a água da manhã e da noite.
  3. Defina sua meta, duas, três ou quatro garrafinhas. E cumpra esta meta diária!
  4. Em festas e restaurante, troque o refrigerante ou suco por água com limão, e lembre-se: em pouca quantidade, durante a refeição não é o melhor horário para tomarmos água, atrasa e dificulta a digestão.
  5. Água aromatizada com ervas e frutas pode ser uma boa opção para tornar o ato de tomar água mais atrativo, use e abuse.
  6. Aplicativos, já existem hoje aplicativos que vão lembrar você de tomar ‘;agua de tempo em tempo.

Tudo é válido para garantir uma boa hidratação, principalmente neste verão!

MARLISE POTRICK STEFANI 

NUTRIÇÃO | GERIATRIA | COACHING | 

QUALIDADE DE VIDA | GASTRONOMIA

Frutas de verão. Use e abuse delas!

Sempre falo para os meus pacientes que moramos em um país perfeito.

Pelo menos do ponto de vista nutricional…

Temos frutas em abundância e baratas. Pouco países tem esta riqueza.

Temos a banana, que é uma fruta muito completa, rica em todos os nutrientes essenciais, durante o ano inteiro, literalmente a “preço de banana”…

Durante o inverno, temos frutas cítricas, ricas em vitamina C que ajudam a prevenir doenças e infecções comuns nos meses frios.

No verão, somos mais privilegiados ainda!

Temos as frutas hídricas, como melão, melancia, abacaxi em grande quantidade e super acessíveis!

Elas servem para nutrir e principalmente para hidratar!

Portanto, lembre-se: use e abuse delas, no café, nos lanches e nas refeições.

São frutas de baixo teor calórico e ricas em fibras e sais minerais.

Como benefícios do abacaxi, média de 41 calorias cada 100 grs, podemos elencar:

  • Rico em bromelina e é um excelente digestivo;
  • Rico em vitamina C, pode ajudar a prevenir doenças;
  • Anti-inflamatório, pode ajudar a diminuir as dores articulares;
  • Rico em água e fibras, que aumentam a saciedade e pode auxiliar no emagrecimento;

E do melão e melancia, média de 31 calorias cada 100 grs:

  • Ação diurética;
  • Possui poucas calorias sendo uma ótima opção para uma sobremesa saudável;
  • A melancia é rica em licopeno, preventivo em doenças de próstata e pele;
  • Ricos em fibras e água que aumentam o bolo fecal, auxilia como preventivo em doenças intestinais;
  • Rico em  água, potássio e magnésio, podem auxiliar no controle da presão arterial.

Aí vão algumas receitinhas!

Suco refrescante de melão

  • 1 fatia de melão
  • caldo de ½ limão
  • 2 folhas de hortelã
  • ¼ de xícara de água
  • cubos de gelo a gosto

Suco de abacaxi com hortelã

  • ½ xícara de abacaxi em cubos sem o miolo
  • ¾ xícara de água
  • 5 folhas de hortelã
  • açúcar e gelo a gosto

Suco de melancia com limão siciliano

  • 1 xícara de melancia em cubos sem sementes
  • caldo de 1 limão siciliano
  • ¾ xícara de água
  • açúcar e cubos de gelo a gosto

Todas estas receitinhas são muito fáceis de fazer, basta bater tudo no liquidificador! 

Estarei com você a cada semana deste ano que se inicia, acompanhe meu blog com dicas e receitas semanais www.nutrichefmarlisestefani.com

MARLISE POTRICK STEFANI 

NUTRIÇÃO | GERIATRIA | COACHING | 

QUALIDADE DE VIDA | GASTRONOMIA